Scouting Reports

EUROCOPA Sub-21 – PFTFs da fase final (GRUPO B)

Dando continuidade a série dos Players For The Future presentes nas seleções participantes da fase final da Euro sub-21, falaremos agora a respeito dos integrantes do Grupo B, composto por Áustria, Sérvia, Dinamarca e Alemanha.

Hannes Wolf #19, Áustria – 20 anos, meio-campista, Red Bull Salzburg

Antes de falarmos um pouco sobre Hannes, gostaríamos de nos solidarizar com o momento do jogador, visto que ele sofreu uma lesão terrível logo no primeiro jogo da Áustria ao enfrentar a Sérvia (17/06). Não colocaremos imagens ou o vídeo da lesão pois se trata de uma fratura e é realmente triste que isso tenha acontecido.

Apesar disso, Wolf está para se transferir para o RB Leipzig da Alemanha a partir de julho, após ótimos anos de bom futebol em seu país natal. Depois de muita insistência e presença nas divisões de bases de times de menor expressão da Áustria, foi parar no sub-16 do Salzburg, onde iniciou a sua trajetória futebolística e já é detentor dos seguintes títulos e prêmios individuais:

  • Temporada 14/15 aos 16 anos – campeão do Campeonato Austríaco Sub-16 pelo Red Bull Salzburg e artilheiro da competição com 20 gols anotados;
  • Temporada 15/16 aos 17 anos – campeão do Campeonato Austríaco Sub-18 e emprestado ao Liefering, que disputava a segunda divisão nacional;
  • Temporada 16/17 aos 18 anos – estreia pelo time principal do Salzburg, campeão do Campeonato Austríaco e da Champions League Sub-19 sendo artilheiro do time ao lado de Mergim Berisha com 7 gols marcados, e vice-artilheiro da competição;
  • Temporada 17/18 aos 19 anos – campeão do Campeonato Austríaco e foi o terceiro maior artilheiro do time com 8 tentos nessa competição;
  • Temporada 18/19 aos 20 anos – doblete na Áustria ao ser campeão do Campeonato e da Copa Austríaca, além de ser negociado com o bom RB Leipzig.

Desde a sua primeira temporada Hannes já demonstrava o seu lado goleador, sem contar a sua habilidade com a pelota no pé (e) durante as progressões a área adversária. Devido ao nível da fratura e a incerteza de como o atleta irá retornar aos gramados, seja em termos técnicos ou principalmente psicológicos, ele já conseguiu com a sua pouca idade o que muitos jogadores sequer chegaram perto, apesar disso, é sabido que o corpo de um adolescente tende a ter uma recuperação mais rápida e, a depender da lesão, uma fratura na perna pode demorar entre 3 a 5 meses para um jovem se recuperar, e 6 meses para um adulto, conforme entrevista dada pelo fisioterapeuta Antônio Curvelo ao Globo Esporte. Desejamos uma ótima recuperação ao atleta e que ele possa voltar a fazer o que mais gosta em pouco tempo, afinal, o seu futuro (ainda) tem tudo para continuar de sucesso.

Outros nomes para se observar: Marco Friedl, Philipp Lienhart, Kevin Danso, Max Ullmann, Xaver Schlager e Mathias Honsak.

Hannes Wolf – Canal oficial do Red Bull Salzburg

Nikola Milenkovic #4, Sérvia – 21 anos, zagueiro, Fiorentina

Nem só de Luka Jovic vive a Sérvia, ou melhor, não deveria ser, apesar da enorme qualidade demonstrada pelo atacante recentemente negociado com o Real Madrid da Espanha e que é o líder ofensivo dessa equipe.

Milenkovic tem 1,95m de altura e sabe muito bem como utilizá-la a seu favor, seja em momentos defensivos com bolas alçadas na sua área pelos adversários, ou quando precisa ir ao ataque dar suas contribuições – muito bem feitas – de cabeça. Mesmo sendo um jogador cuja estatura poderia lhe atrapalhar pensando num lado técnico, com a bola nos pés, Nikola tem bom passe e sabe sair jogando principalmente com bolas longas. Fez parte das equipes de base do Partizan desde os 11 anos de idade, tendo estreado pela equipe principal de um dos mais tradicionais clubes sérvios ao lado do Crvena Zvezda (Estrela Vermelha), aos 18 anos de idade na temporada 15/16. Pelo clube, conquistou 2 títulos, o Campeonato Sérvio e a Copa da Sérvia, ambos em 16/17. E esse último foi vencido com um gostinho ainda mais do que especial, pois, o gol do título veio graças a uma cobrança de escanteio em que Milenkovic subiu mais alto que a defesa rival mostrando o seu poderio ofensivo que seus 1,95m podem oferecer e para sacramentar o destino da taça: Partizan.

Outros nomes para se observar: Boris Radunovic, Vukasin Jovanovic, Danilo Pantic, Sasa Lukic, Andrija Zivkovic, Nemanja Radonjic e claro, Luka Jovic.

Robert Skov #10, Dinamarca – 23 anos, meio-campista, FC Kobenhavn

Meio-campista e ponta pela direita, Skov já contabiliza mais de 175 presenças como jogador profissional, Robert deu os primeiros passos na sua carreira pelas equipes de base do “ioiô” Silkeborg. Em 12/13 (sua primeira temporada no time A) e 13/14 participou de apenas 3 jogos, com um total de 26′ jogados entre a “Alka Superliga” e “NordicBet Liga”, que é o semelhante a Serie A e a Serie B da Dinamarca, respectivamente. Nos três anos seguintes, a equipe do Silkeborg alcançou o acesso à primeira divisão em duas oportunidades e chegou a ser rebaixada (mais) uma vez – por isso o apelido de ioiô -, sempre contando com a presença de Skov que passou a ser fundamental na equipe, com um título da NordicBet Liga. Ao todo em sua passagem pelo time que lhe apresentou ao futebol, Robert participou de 106 partidas e contribuiu para 31 gols (20 marcados e 11 assistências geradas). Tais números o levaram na segunda parte da temporada 17/18 ao FC Kobenhavn, seu clube atual e um dos maiores e mais vencedores de seu país. Por lá, Robert soma 1 gol em seus primeiros seis meses pelo clube e 31 tentos somente nessa temporada, sendo que, 15 deles foram marcados em cobranças de faltas ou pênaltis. Especialista. Além dos gols, ele produziu 7 assistências. Excelentes números como esses lhe colocaram como o artilheiro do time e da competição, além de lhe garantirem o título do torneio.

Outros nomes para se observar: Rasmus Kristensen, Jacob Rasmussen, Joachim Andersen, Philip Billing e Bruun Larsen.

Robert Skov – thenyby

Jonathan Tah #4, Alemanha – 23 anos, zagueiro, Bayer Leverkusen

Mesmo jovem, Tah já é bastante experiente e como prova de suas capacidades é o capitão do elenco germânico. Ingressou ao Hamburgo ainda menino, participando de 86 jogos entre as divisões de base do clube e o time profissional, durante os 4 anos em que esteve presente. Foi emprestado ao Fortuna Düsseldorf na temporada 14/15, a sua última sob contrato do Hamburgo. Participou de 23 jogos e dava mais mostras de seu (enorme) potencial, tal como seu físico, imposição em campo e maturidade de um adulto para alguém que só possuía 19 anos. Foi então que o “caça-talentos” Bayer o contratou, fazendo a sua estreia já na temporada 15/16 e contabilizando até hoje mais de 140 aparições em campo, além de 4 gols e 6 assistências. A chegada de Peter Bosz, atual treinador do Leverkusen, pode ajudá-lo e muito a se desenvolver tecnicamente e taticamente, visto que Peter é um ótimo técnico e arrumou a casa do time alemão assim que chegou por lá. A sua trajetória de sucesso já parecia predestinada desde que estreou aos 17 anos pelo time que o revelou, e é considerado por muitos (e também por esse blogueiro) como um dos mais promissores zagueiros alemães de sua geração.

Outros nomes para se observar: Alexander Nubel, Lukas Klostermann, Ben Henrichs, Max Eggestein, Mahmoud Dahoud, Marco Richter e Luca Waldschmidt.

Jonathan Tah (1m e 27s) – Canal oficial da Bundesliga

A segunda parte dos Players For The Future da fase final da Euro Sub-21 chegou ao fim, falaremos num próximo texto a respeito de outros 4 atletas que tem grandes chances de se tornarem referências num futuro próximo.

Comente aqui qual desses elencos você acredita ser o mais qualificado para levar o primeiro lugar do Grupo B e qual será o jogador de maior destaque em cada equipe.

1 comentário em “EUROCOPA Sub-21 – PFTFs da fase final (GRUPO B)

  1. Pingback: 10 Players For The Future para se acompanhar após a Euro Sub-21 – Players For The Future

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: