Scouting Reports

EUROCOPA Sub-21 – PFTFs da fase final (GRUPO C)

Chegamos então ao terceiro e último texto da série que apresentou alguns PFTFs convocados para a disputa da fase final da Euro Sub-21. Falaremos agora sobre o fortíssimo Grupo C que conta com as seguintes equipes: Romênia, Inglaterra, França e Croácia.

Ianis Hagi #10, Romênia – 20 anos, meio-campista, Viitorul Constanta

Para quem gosta e talvez até mesmo para quem não curte muito futebol, o sobrenome Hagi é um tanto quanto conhecido nesse meio, Ianis é filho de Gheorghe Hagi, o melhor jogador romeno de todos os tempos, que fez carreira por clubes como o Steaua Bucuresti, Real Madrid, Brescia, Barcelona e Galatasaray. Atualmente, Hagi pai é o proprietário e técnico do clube Viitorul Constanta, fundado por ele em 2009 e que tem como objetivo principal formar jogadores para os grandes clubes romenos e também da Europa, além claro, da seleção de seu país. O técnico evitou o rebaixamento do clube em sua primeira temporada como comandante, sendo considerado o técnico do ano e conseguindo a classificação para a Europa League. Um ano depois, chegou a ser campeão desbancando o todo poderoso Steaua. Enfim, se engana quem acha que Ianis joga pelo clube por ser “apenas” filho de Gheorghe, e é isso que mostraremos agora: Ianis Hagi traz consigo duas semelhanças em relação ao seu pai, a sua qualidade com a bola nos pés e o sobrenome de peso (e põe peso nisso) na camisa. É ambidestro, e não, não é apenas alguém que saiba chutar com as duas pernas, ele é o “verdadeiro” ambidestro, aquele que bate faltas com a perna direita e depois com a esquerda caso a situação peça, assim como os escanteios. É um jogador de muita habilidade e presença ofensiva, além de ser o capitão do time é também um excelente finalizador e criador de oportunidades para seus companheiros. Começou pelo próprio Viitorul e, logo após a sua segunda temporada pelo clube foi vendido a Fiorentina, talvez pela idade e pelas inconstâncias do clube, jogou pouquíssimos jogos e logo retornou ao seu clube para se sagrar campeão da Copa da Romênia 18/19, sendo que a Viola mantém 30% de seu passe para vendas futuras. O futuro de Ianis promete ser brilhante pelo que ele faz dentro de campo, tanto a nível de clube quanto nacional (já jogou por todas as seleções de base e também a principal), e as semelhanças com “Gică” parecem trazer mais benefícios do que dificuldades a ele.

Outros nomes para se observar: Andrei Radu, Alexandru Pascanu, Cristian Manea, Tudor Baluta, Dannis Man, George Puscas.

Cobrança de falta com a perna esquerda – Wyscout
Cobrança de falta com a perna direita – Wyscout

Phil Foden #10, Inglaterra – 19 anos, meio-campista, Manchester City

Foden é daqueles diamantes brutos com um potencial estrondoso a ser moldado, e Pep Guardiola sabe bem disso.

“Every time he played he was outstanding, he was the top, he was at the level to be a Manchester City player.”

(Toda vez que ele jogou ele foi excelente, ele era o top, ele estava no nível de ser um jogador do Manchester City).

Guardiola logo após Foden marcar o primeiro gol pela Premier League contra o Tottenham, em abril/19

Veio da ótima base do endinheirado Manchester City que, diferentemente do que muitos imaginam, não só compra jogadores, mas também trouxe ao mundo do futebol alguns nomes como: Jadon Sancho (Borussia Dortmund), Kieran Trippier (Tottenham), Karim Rekik (Hertha Berlim), Rony Lopes (Mônaco), Brahim Díaz (Real Madrid), Kelechi Iheanacho (Leicester City), Daniel Sturridge (Liverpool), entre outros. Muito pelo fato de o clube comprar jogadores de elite, tais jovens como os acima citados não tem tantas oportunidades e preferem ingressar em clubes que podem lhe prestar tais serviços visando o seu desenvolvimento, o que é extremamente comum. Phil Foden, entretanto, possui uma qualidade com a perna esquerda acima da média, tem ótimos dribles, passes e sabe carregar muito bem a bola junto ao seu pé “forte”. Tais habilidades lhe renderam alguns minutos em jogos importantes durante a última temporada do super time do City, esse minutos são consequências de dois pontos que já citamos: a confiança de Pep e o potencial do atleta. Apesar de possuir apenas 19 anos, é o camisa 10 de sua seleção e já tem em seu currículo 7 títulos:

  • Inglaterra Sub-17 – Copa do Mundo Sub-17 (2017);
  • Manchester City – 2 Campeonatos Ingleses (2018 e 2019), 2 Copas da Liga Inglesa (2018 e 2019), 1 Supercopa (2019) e 1 FA Cup (2019).

Foden deve ter um destino diferente das outras joias pratas da casa do Manchester City, e a próxima temporada (19/20) pode vir a ser a sua afirmação pelo seu clube de coração e quem sabe, pela seleção de seu país.

Outros nomes para se observar: Dean Henderson, Angus Gunn, Aaron Wan-Bissaka, James Maddison, Mason Mount, Tammy Abraham, Reiss Nelson e Dominic Solanke.

Abaixo o primeiro gol de Foden pela Inglaterra Sub-21 durante a primeira rodada da fase (final) de grupos da Euro:

Gol de Foden vs França – Wyscout

Houssem Aouar #8, França – 20 anos, meio-campista, Lyon

Assim como Phil Foden, Aouar se manteve no clube que o transformou em jogador profissional, nesse caso, no Lyon da França. Chegou ao clube ainda como uma criança aos 12 anos de idade e tende a sair como um homem. “Tende a sair” pela qualidade demonstrada especialmente nessa última temporada, que já é a sua terceira como jogador profissional do time que consagrou e foi consagrado por Juninho Pernambucano, novo diretor do Lyon. Houssem se destaca principalmente pela sua visão apurada de jogo e pela habilidade com a bola nos pés. Durante a Champions da última temporada ele e seus companheiros enfrentaram o Manchester City em duas oportunidades durante a fase de grupos, e Pep Guardiola não poupou elogios ao jovem meio-campista francês:

“He’s always very calm with the ball at his feet, with an excellent technical quality.”

(Ele é sempre muito calmo com a bola a seus pés, com uma excelente qualidade técnica).

Guardiola após o segundo jogo contra o Lyon pela fase de grupos da Champions League 18/19

Pelo clube, Aouar já soma 96 participações em campo, 15 gols e 17 assistências. É um meia realmente brilhante e pode pintar em um clube de ainda maior renome e vitrine já nessa janela de transferências.

Outros nomes para se observar: Paul Bernardoni, Ibrahima Konaté, Dayot Upamecano, Mattéo Guendouzi, Lucas Tousart, Moussa Dembéle, Jean-Philippe Mateta e Jonathan Bamba.

Resultado de imagem para getty images houssem aouar
Getty Images

Nikola Vlasic #8, Croácia – 21 anos, meio-campista, CSKA Moskva (Everton)

Vlasic iniciou a sua carreira pelo gigante Hajduk Split, que é, ao lado do Dinamo Zagreb, um dos maiores clubes de seu país.

Fez uma campanha e tanto pelo CSKA Moskva durante a última temporada europeia, tanto pelo campeonato nacional quanto pelo maior torneio de clubes do mundo: a Champions League. Na Champions foi o principal jogador do time durante a fase de grupos, marcando gols importantes como o contra o Real Madrid que deu a vitória aos russos:

Gol de Vlasic vs Real Madrid – Wyscout

Pelo clube, foi o autor de 8 gols e 5 assistências em 31 presenças em campo. Além dos bons números, as boas exibições em campo lhe renderam elogios do treinador da equipe principal da Croácia, Zlatko Dalic:

“He did a great job in Russia and we are possibly looking at one of the key players in Croatia’s future.”

(Ele fez um ótimo trabalho na Rússia e nós estamos provavelmente olhando para um dos jogadores chave para o futuro da Croácia).

Outros nomes para se observar: Borna Sosa, Ivan Sunjic, Alen Halilovic, Josip Brekalo e Marin Jakolis.

Comente aqui qual dos 12 jogadores você acha que pode se tornar uma referência para o futuro próximo de seu clube e país.

1 comentário em “EUROCOPA Sub-21 – PFTFs da fase final (GRUPO C)

  1. Pingback: 10 Players For The Future para se acompanhar após a Euro Sub-21 – Players For The Future

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: