Artigos Scouting Reports

10 Players For The Future para se acompanhar após a Euro Sub-21

Espanha 2 – 1 Alemanha

Com gols de Fabián Ruíz (7′) e Dani Olmo (69′) para a Espanha e Nadiem Amiri (88′) diminuindo para a Alemanha, a seleção espanhola se sagrou pentacampeã e é, ao lado da Itália, a seleção com mais títulos da Eurocopa Sub-21, tendo a La Rojita disputado 8 finais de campeonatos.

Como dito anteriormente, o limite de idade de 21 anos se faz presente durante as Eliminatórias do torneio, ou seja, em 2017. Para a fase final podem ocorrer inscrições de jogadores com até 23 anos de idade, entre eles alguns nomes bastantes promissores que trouxemos em 3 textos: aqui, aqui e aqui.

O torneio representa a maior competição de base da Europa e, levando em consideração os jogadores que nele atuam, se tratam de atletas de alto nível e que jogam nos melhores torneios da Europa e do Mundo. Abaixo listaremos dez atletas para se observar a partir da próxima temporada no velho continente que se iniciará em agosto/19:

Spain v Germany - Final - 2019 UEFA U-21 Championship : Fotografia de notícias
Emmanuele Ciancaglini/NurPhoto via Getty Images

Daniel “Dani” Ceballos – Espanha, 22 anos, Real Madrid (ESP)

“Un craque.

Isso resume bem o camisa 10 espanhol e provável ex-jogador do Real Madrid, que com Zidane no comando pode vir a atrasar o progresso que Dani merece ter. Foi o jogador com mais dribles (19), oportunidades criadas (14) e faltas sofridas (18) no torneio. É ele quem conduz o meio-campo da campeã Espanha, com muita habilidade, visão de jogo e dribles secos e desconcertantes em seus adversários. Tem tudo para fazer uma temporada 19/20 brilhante se lhe for dada a devida oportunidade de jogo – em 34 partidas disputadas na temporada passada pelo Real, Dani atuou durante 90 minutos em apenas 10 delas. Jogando como fez na Euro, ele poderia tranquilamente ser escolhido – assim como em 2017 quando tinha 20 anos – o MVP do campeonato.

Belgium v Italy: Group A - 2019 UEFA U-21 Championship : Fotografia de notícias
Emmanuele Ciancaglini/NurPhoto via Getty Images

Federico Chiesa – Itália, 21 anos, Fiorentina (ESP)

Meio-campista pelos lados do campo, Chiesa é veloz, possui um bom físico que lhe permite boa explosão para causar bastante dificuldades aos adversários. Federico foi o principal argumento ofensivo da Itália na Euro, e mesmo que a Azzurra recheada de bons nomes tenha caído na fase de grupos, o camisa 14 se destacou com seus dribles e gols. Foi responsável por 50% dos tentos anotados pela Itália, marcando 2 gols contra a Espanha – o primeiro deles um golaço – e 1 contra a Bélgica. O jovem atacante e artilheiro do clube de Florença em 18/19 ao lado do companheiro Benassi, com 7 gols anotados cada um, pode buscar novos ares saindo da quase rebaixada e inconstante Viola. Uma coisa é certa: pode ser ainda maior (e melhor).

Germany v Romania - 2019 UEFA European Under-21 Championship : Fotografia de notícias
Emmanuele Ciancaglini/NurPhoto via Getty Images

Ianis Hagi – Romênia, 20 anos, Viitorul Constanta (ROM)

A última vez que a Romênia disputou o maior torneio de base europeu foi em 1998, e foi também nesse ano em que conseguiram alcançar a sua melhor classificação na competição, quando chegaram nas quartas-de-final. Não mais! Ianis Hagi foi o protagonista do time que conseguiu levar a boa geração romena às semis nesse ano. Com muita habilidade, bons dribles e como se não bastasse, é ambidestro e tem um ótimo chute, além das cobranças de falta e escanteio que levam enorme perigo a área adversária (independente de qual perna ele utilize para tal).

Ajude-nos a crescer

Essa é uma forma de nos ajudar a melhorar. Faça uma pequena contribuição para que possamos fazer mais análises, textos e melhorar cada vez mais a quantidade (e qualidade) dos jogadores indicados.

R$5,00

Spain v Germany - 2019 UEFA European Under-21 Championship Final : Fotografia de notícias
Alessandro Sabattini/Getty Images

Fabián Ruiz – Espanha, 23 anos, Napoli (ITA)

Fabián foi o “Player Of The Tournament” de 2019 na competição vencida por sua seleção e é o 6º espanhol da lista. Ruiz fez um enorme torneio e é aquele construtor que joga um pouco mais recuado, é ótimo em dar passes e rematar de longa distância. Também sabe jogar a frente dos volante e é responsável por “ganhar campo” para si mesmo com incursões no último terço levando a Espanha ao ataque. É um dos jogadores mais talentosos da competição e mereceu levar o título de MVP da competição e Melhor Jogador da Partida durante a final.

Percebam o movimento do time e de Ruiz no gol abaixo, quando Oyarzabal (centroavante da equipe) recua e atrai os marcadores alemães ele abre um “buraco” à suas costas. Com Fabián projetado um pouco mais a frente, ele tem a possibilidade de receber o passe, progredir no campo adversário e finalizar para anotar um belíssimo gol.

Gol de Fabián Ruiz na final v Alemanha – Wyscout
Spain v Germany - Final - 2019 UEFA U-21 Championship : Fotografia de notícias
Emmanuele Ciancaglini/NurPhoto via Getty Images

Luca Waldschmidt – Alemanha, 23 anos, SC Freiburg (ALE)

Artilheiro da competição com 7 gols em 5 jogos, Luca fez uma boa temporada 18/19 também pelo seu clube, foi o homem gol da seleção e um dos principais responsáveis por levar a Alemanha a final do torneio. Tem um ótimo poder de finalização com a perna esquerda, sabe jogar entrelinhas (atrás dos volantes adversários) ajudando o time na troca de passes próximos a área e com tabelas que projetem seus companheiros mais a frente. Tem boa técnica e é um jogador um tanto quanto versátil, apesar de ter atuado apenas como centroavante – normalmente sozinho – pela seleção, consegue jogar pelos lados de campo e por dentro.

Italy v Poland: Group A - 2019 UEFA U-21 Championship : Fotografia de notícias
Emmanuele Ciancaglini/NurPhoto via Getty Images

Nicolò Barella – Itália, 22 anos, Cagliari (ITA)

A função de Barella no meio-campo italiano pode se resumir a de um “motor”, é aquele atleta que não para de correr, armar e defender por um segundo sequer, está sempre ligado e fazendo todo o sistema funcionar. Versátil, Nicolò pode atuar como volante, meia de contenção ou meia armador. Anotou um gol e assistiu seus companheiros para gols em duas oportunidades nos três jogos em que a Itália participou. Tem bom passe, chegada a área adversária e bastante intensidade e vigor físico. É especulado na Internazionale e tem muito a oferecer a Conte e seus possíveis companheiros.

Spain U21 v Germany U21 - UEFA European Under-21 Championship - Final - Stadio Friuli : Fotografia de notícias
Nick Potts/EMPICS/PA Images via Getty Images

Daniel “Dani” Olmo – Espanha, 21 anos, Dinamo Zagreb (CRO)

O artilheiro da Espanha na competição com 3 gols e 1 assistência em 4 jogos fez o caminho inverso ao que muitos jogadores gostariam: saiu do Barcelona e foi para o Dinamo. E como ele bem disse, não poderia ter feito algo melhor (para evoluir como jogador). Dani já demonstra uma maturidade muito grande, sabe jogar tanto por dentro quanto pelos lados, principalmente o direito. É um meia-atacante de qualidade, sabe criar boas jogadas para seus colegas e também como finalizar as bolas que recebe, tem ótima presença ofensiva e foi muitíssimo importante para a conquista do troféu.

Germany v Romania - 2019 UEFA European Under-21 Championship : Fotografia de notícias
Emmanuele Ciancaglini/NurPhoto via Getty Images

George Puscas – Romênia, 23 anos, Palermo (ITA)

Centroavante de “área”, de força física e que tem ótimo cabeceio, posicionamento e tempo de bola, além de ser um especialista em cobranças de pênalti. Foi o vice-artilheiro da competição e artilheiro de sua seleção com 4 gols marcados. O Palermo por pouco não foi rebaixado a Série C da Itália, devido a “irregularidades administrativas” e acabou perdendo 20 pontos, saindo da 3ª para a 11ª colocação, o que acabou por não lhe permitir participar os Playoffs de Acesso para a Série A. Puscas tem potencial para estar no primeiro escalão italiano e quem sabe, em outras ligas do “top five” europeu.

Spain v Poland: Group A - 2019 UEFA U-21 Championship : Fotografia de notícias
TF-Images/Getty Images

Martín Aguirregabiria – Espanha, 23 anos, Deportivo Alavés (ESP)

A Espanha de bons números ofensivos possui também bons defensores que sustentam toda a base da equipe campeã. Martín foi o lateral direito titular dos 5 jogos da seleção e fez um ótimo trabalho defensivo em ao menos 4 deles, com exceção da partida contra a Itália em que todo o time espanhol sucumbiu a pressão do time da casa. Aguirregabiria é um lateral de bom poder de marcação, bom rácio de passes acertados (curtos 85,6% e longos 70%) e de bom posicionamento. Junto ao seu clube, fez um boa temporada e pode-se projetar em clubes maiores mais a frente.

Spain U21 v France U21 - UEFA European Under-21 Championship - Semi Final - Mapei Stadium : Fotografia de notícias
Nick Potts/EMPICS/PA Images via Getty Images

Paul Bernardoni – França, 22 anos, Nimes Olympique (FRA) (Bordeaux (FRA)

Apesar do ataque francês não ter sido o mais eficiente na competição, o arqueiro de 1,90m de altura se mostrou um tanto quanto ágil em suas decisões e transmitiu segurança aos seus defensores. A derrota frente à Espanha é um capítulo a parte, e o resultado só não foi pior para os Les Bleus por causa das ótimas defesas de Bernardoni. Pela Euro, Paul sofreu 14 remates, fez 5 (de 6) defesas difíceis e sofreu 5 gols em 4 jogos. Já no Nimes, Bernardoni sofreu com a instabilidade entre a defesa e o ataque e, mesmo assim, deixou a sua marca. Foi o titular da equipe durante a temporada passada e já estendeu o seu contrato para a 19/20.

Agora, comente aqui qual desses jogadores você acredita que pode fazer uma boa temporada e se destacar mais a frente?

*Foto de capa via MIGUEL MEDINA/AFP/Getty Images

0 comentário em “10 Players For The Future para se acompanhar após a Euro Sub-21

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: