Artigos Tactical Analysis

Sul-Americana: La Equidad 1 x 3 Atlético – Estratégia de risco

O segundo jogo válido pelas quartas da Sul-Americana 2019 entre La Equidad x Atlético tiveram o desfecho esperado, com o time mineiro passando de fase com certa tranquilidade. Falamos um pouco do jogo e da estratégia utilizada pelo Galo.

Que venha a semi da Sul-Americana.

Antes de qualquer coisa, é preciso definir as estratégias e buscar mitigar os riscos de cada abordagem, seja jogando dentro ou fora de casa. O Atlético é um time que (só) sabe jogar bem com a bola, trabalhando-a, construindo muitas oportunidades e sendo intenso dessa forma junto ao adversário.

Não é de hoje, mas o Galo parece teimar em não se acostumar a jogar sem a pelota. A verdade é que o time não sabe “sofrer” durante as partidas, fazendo delas um filme de terror interminável para seus torcedores.

Ontem não foi bem isso, muito pela qualidade técnica do adversário e também por sua postura, que apesar de possuírem 80% de posse de bola em grande parte do jogo, não foram capazes de proporcionar a quantidade necessária de perigo e gols para avançarem a próxima fase.

Resumo

Assim como na partida diante do Bahia em que o Atlético saiu derrotado, o time de Rodrigo Santana tem na marcação um dos principais pontos de desequilíbrio durante os jogos, claro, lembrando sempre da baixa eficácia durante as finalizações, mas que não foi o caso da partida disputada em Bogotá.

Em se tratando de números, o jogo terminou da seguinte maneira:

  • Posse de bola: 76% x 24%
  • Finalizações: 15 x 9
  • Finalizações no gol: 2 x 3
  • Escanteios: 8 x 2
  • Grandes chances: 0 x 3
  • Passes: 647 (569 certos) x 197 (116 certos)

Ou seja, o Atlético foi cirúrgico durante a partida, anotando seus gols nas poucas chances que realmente foram criadas e buscando se aproveitar da fragilidade do adversário.

Entretanto, os jogadores do time alvinegro marcam muitas vezes com os “olhos”, não exercendo nenhuma aproximação e sequer disputando a bola com o portador adversário. Essa marcação frouxa faz com que lances como o golaço feito por Matias Mier aconteçam com frequência. Facilitando a chegada dos jogadores rivais em meio a troca de passes e/ou infiltrações na área atleticana, principalmente atrás dos volantes e a frente dos zagueiros, na zona de entrelinhas:

Matias Mier atacando o espaço vazio em frente à grande área atleticana

Situações como a da imagem acima foram costumeiras na partida de ontem, tendo ocorrido um pouco mais à frente, próximo do meio-campo, ou bem na entrada da área como demonstrado na imagem acima. E mesmo que o Atlético tenha jogado de forma não circunstancial com as linhas baixas, esperando o contra-ataque para ferir o adversário, lances assim impedem que o time tenha tranquilidade fazendo com que os jogadores dependam exclusivamente do erro do adversário.

Destaques

Mapa de calor do volante atleticano

Jair mais uma vez foi um dos melhores jogadores da partida, atuando como um verdadeiro cão de guarda e ocupando uma boa área do campo visando destruir o ataque do time colombiano e iniciando a saída de bola com bastante qualidade. Foram 38 toques na bola, 15 passes certos, 9 duelos defensivos ganhos (em 11), 2 desarmes ganhos (em 3) e 1 assistência. Cazares (1 segunda assistência) também teve papel importantíssimo ontem, assim como Chará (1 gol) que atuaram de forma defensiva e foram determinantes no placar.

Rodrigo terá agora três semanas para trabalhar o time em meio aos jogos do Brasileirão frente ao Corinthians (01/09), Botafogo (08/09) e Internacional (15/09), antes de enfrentar o time argentino em jogo que promete ser mais uma pedreira.

É preciso trabalho e muito treino para assimilar cada vez mais as (boas) ideias do treinador atleticano, e o time parece entender bem o linguajar futebolístico de seu comandante.

Ajude-nos a crescer

Essa é uma forma de nos ajudar a melhorar. Faça uma pequena contribuição para que possamos fazer mais análises, textos e melhorar cada vez mais a quantidade (e qualidade) dos jogadores indicados.

R$5,00

*Foto por Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG.

0 comentário em “Sul-Americana: La Equidad 1 x 3 Atlético – Estratégia de risco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: