Home & News Scout PFTF

Scout PFTF – Mateo Bajamich

Nome: Mateo Bajamich

Idade: 20 (03/08/1999)

Altura e Peso: 1,80m e 77kg

Melhor pé: Direito

Naturalidade: Morrison, Córdova (Argentina)

Nacionalidade: Argentina

Posição: Centroavante / Ponta-direita

Clube atual: Instituto Atlético Central Córdoba

Resultado de imagem para mateo bajamich
Bajamich firmando o seu primeiro contrato profissional até o ano de 2022 com o Instituto ACC | Foto via Instituto ACC

Natural de Morrison, pequena cidade da província de Córdova que conta com pouco mais de 3 mil habitantes, Mateo chegou ao Instituto AC aos 15 anos de idade, clube esse responsável por revelar ninguém menos que Paulo Dybala, atual camisa 10 da Juventus-ITA.

Imagem relacionada
Dybala em campo pelo Instituto em sua única temporada pelo clube: 40 jogos, 17 gols e 5 assistências.

Mesmo vindo de um vilarejo argentino, o atacante do La Gloria possui descendências croatas e, coincidentemente ou não, foi desse país que o clube onde Mateo atua recebeu a sua primeira oferta pelo homem-gol do time. Prontamente rechaçada, diga-se.

A intenção da instituição em relação ao futuro de Bajamich é que o atleta possa atuar durante toda a Primera Nacional (Série B Argentina) visando a sua valorização, e no caso da iminente chegada de novas ofertas, é esperado que o atleta seja repassado para um time da Superliga (Série A Argentina) ou para o exterior – claro, se as ofertas forem boas o suficiente para retirar o centroavante de lá.

Análise

Segundo atacante de origem, Mateo descreve o seu futebol e a sua versatilidade da seguinte forma:

“Essa chance [de atuar com regularidade], [eu] tentarei aproveitar e estarei disponível para o técnico se ele precisar de mim. Eu sou de Morrison, de uma vila no interior. Sou um nove de origem e gosto de recuar para jogar e participar.”

Assim se descreveu Bajamich ao jornal Mundo.D

Em 15 partidas disputadas pelo Instituto AC nessa segundona nacional, o delantero é o 5º colocado na artilharia da competição (e 1º sub-23 no quesito) com 8 tentos anotados e 2 assistências concedidas, além de ser o responsável por participar diretamente (somando-se os gols e as assistências) de 50% (!) dos gols marcados por todo o time na competição.

Mapa de calor de Mateo Bajamich – Wyscout

Apesar de preferir atuar de maneira interligada com os homens de ataque, especialmente quando existe a possibilidade de jogar de frente para o gol e vindo de trás em busca de maiores associações com seus companheiros, Mateo atuou em ao menos 11 das 15 partidas disputadas pelo lado direito de ataque, conforme a imagem acima nos apresenta o seu posicionamento médio em campo. Entretanto, é preciso ressaltar que a imagem acima nos traz exatamente o posicionamento médio, assim sendo, Bajamich se manteve (em diversas oportunidades) mais ligado ao flanco direito do gramado, o que não quer dizer que ele não tenha liberdade o suficiente para flutuar entre os lados e também se estabelecer ao centro do campo, pois bem, ele o faz e com bastante frequência.

Mesmo atuando pelos lados de ataque, Mateo tem um perfil bastante batalhador e consegue oferecer perigo em qualquer flanco – o seu xG total é de 6.14 gols. Por se tratar de um atacante que não se prende demasiado à área rival, o camisa 7 da Gloria precisa de certas qualidades em seu futebol para se sair bem e diferentes regiões do campo, muito por isso, a sua média de dribles por partida é de 6.63, cujo percentual de acerto se mantém acima da média, com 54,7%. Devido a sua movimentação inteligente e capacidade de se infiltrar nos espaços, Bajamich já acumula 58 toques na área – 3.86 a cada 90 minutos -, número bastante relevante para um “não atacante”, além de ser o segundo atleta sub-23 com mais remates no torneio: 38 no total, sendo 2.38 a cada partida com quase cinquenta por cento de acerto (47,37%).

Apesar da quantidade e conversão dos seus passes não serem impressionantes18.28 passes/90mins. e 69,2% de acerto, respectivamenteMateo concede 1.06 assistências para remates por jogo, além de ser o atleta sub-23 com o maior número de passes decisivos dados (9) – sendo 4 a menos que o primeiro colocado geral no quesito – e também de passes inteligentes (23).

Olhando para as estatísticas ligadas aos momentos defensivos do jogo, Mateo apresenta bons números, salientando o seu papel de “operário” em campo: em relação aos duelos defensivos, o camisa 7 participa (em média) de 3.32 duelos por jogo e obtém 52,8% de êxito. Ao falarmos em recuperações de bola, Bajamich realiza 1.82 por partida, sendo 62,1% desses movimentos exitosos e realizados no meio-campo do adversário.

Marcação pressão de Bajamich no campo rival, roubada de bola e assistência para o gol

Mateo Bajamich: um jogador que pode fazer às vezes no papel de um falso 9, segundo atacante e principalmente pelo lado direito de ataque, onde apresenta velocidade, inteligência, bom posicionamento e verticalidade o suficiente para demonstrar seus argumentos ofensivos e também como um atleta batalhador pode render bem com responsabilidades mais avançadas. Um ponta que tem capacidade para atuar em diferentes contextos do jogo: seja pressionando em busca da rápida recuperação da bola e visando se estabelecer no campo de ataque, seja em momentos de transição ofensiva ou contra-ataques com boa parte do relvado a ser percorrido e adversários a serem batidos.

Golaço de Bajamich diante do Brown de Adrogué pela Primera Nacional

Conclusão

Considerando as suas únicas duas temporadas como profissional, Mateo soma 23 partidas pelo Instituto AC, além de ter marcado 9 gols e criado 5 assistências. De fato, é uma amostra um tanto quanto reduzida para se fazer análises elaboradas, porém, o que chama a atenção é a sua maturidade e qualidade demonstradas em campo. Ter despertado a atenção de clubes da Croácia só demonstra o quanto a sua carreira pode vir a decolar, tamanho o seu potencial.

Times que joguem se orientando pela posição da bola, com jogadores efetuando trocas de posições e movimentações constantes à frente poderão ser o destino ideal para o atleta de 20 anos de idade. Marcar em bloco médio/alto lhe rende(u) frutos durante a primeira parte do campeonato e tende a lhe consagrar ainda mais como um ponta incisivo, que apresenta boa orientação corporal e tem qualidade para partir para cima da defesa rival através da sua capacidade de drible e velocidade.

É bastante provável que o camisa 7 possa integrar o elenco de muitos times brasileiros, desde os presentes na nossa Série B até mesmo os ligados ao maior escalão nacional, porém, uma coisa é certa: paciência é a palavra correta para que o talento de um estrangeiro tão novo e acostumado a jogar a um nível abaixo possa desabrochar também em terras tupiniquins.

0 comentário em “Scout PFTF – Mateo Bajamich

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: