Home & News Scouting Reports

40 PFTFs para seguir em 2020 – Parte 3

Sendo esse o penúltimo texto dos 40 Players For The Future para ficar de olho em 2020, descreveremos abaixo outros 10 atletas sub-23 conforme a lista original publicada no site italiano L’Ultimo Uomo.

Sem mais delongas, vejamos quem são os “jogadores para e do futuro”:

 Igor Diveev (20), zagueiro russo do CSKA Moskva-RUS

Resultado de imagem para Igor Diveev

Jogando como um líbero aos 20 anos de idade na forte defesa de 3 marcadores do CSKA Moskva, um dos maiores clubes russos, Diveev tem sido peça fundamental nas 25 partidas disputadas pelo clube na temporada atual – de 26 possíveis.

Com 1,93m de altura, Igor pode ser visto com certo preconceito num primeiro momento, no sentido de ser “apenas” um zagueiro alto, forte e sem grande mobilidade. Ledo engano. Diveev é capaz de iniciar as construções do seu time com passes limpos pelo gramado ou mesmo em lançamentos longos com a sua boa perna direita – e preciso pé esquerdo, quando necessário -. Jogando de maneira vertical, ele não tem receio em realizar passes mais ousados ou movimentos ofensivos, mesmo que isso custe a posse da bola. Na fase defensiva, seu físico menos explosivo o deixa um pouco abafado, mas uma boa capacidade de ler o jogo permite que ele se coloque na posição correta na maioria das vezes.

Passe limpo de Igor para o flanco esquerdo de ataque

Somadas todas às suas qualidades (e fraquezas) num time que atua com 3 defensores e onde Igor é o coração dessa base, ele tende a se destacar a ponto de se tornar um zagueiro de nível mundial no futuro.

Lee Kang-In (18), meia ofensivo / ponta-direita sul-coreano do Valencia-ESP

Resultado de imagem para Lee Kang-In

Vencedor do prêmio de Melhor Jogador da Copa do Mundo Sub-20 realizada em 2019, quando a sua seleção foi finalista da competição e acabou por sucumbir para a Ucrânia por 3 a 1. Lee Kang-In passou a ganhar ainda mais destaque e começou a receber alguns minutos em campo sob o gerenciamento de Albert Celades, sucessor do bom treinador Marcelino Toral.

Ainda sem completar 19 anos de idade, Kang-In se destaca pela sua técnica e habilidade com a bola sob os pés, especialmente o esquerdo, que é de onde saem os lances mágicos. O seu controle orientado aliado a sua boa capacidade em passar e lançar a bola, além de rematar com qualidade, o transformam em um jogador importante para furar defesas fechadas na La Liga.

Fisicamente porém, ele é pequeno, e muito por isso, é explosivo e já demonstrou um verdadeiro potencial. Após um período instável, o time parece estar no ajuste certo, e só podemos esperar vê-lo mais em campo em 2020.

Phil Foden (19), meia inglês do Manchester City-ING

Resultado de imagem para Phil Foden

Com 3 jogos a menos que a temporada anterior, quando Foden disputou 26 partidas (1.142 minutos) pelos Citizens, o meia inglês tem a oportunidade de alcançar pela primeira vez, quem sabe, 30 jogos com a camisa principal do clube de Manchester nesse ano. Seriam, portanto, a maior quantidade de partidas disputadas pelo jovem Phil.

Dadas as condições em que o City está inserido: estando 22 pontos atrás do Liverpool, líder disparado da Premier League e que fatalmente será campeão antes mesmo do final das 38 rodadas, e com a saída do maestro David Silva devido ao término de seu contrato (no final do ano), Foden poderá se ver cada vez mais assumindo um posto de titular ou, pelo menos, de maior presença e relevância no elenco.

O trabalho que Pep realiza com Phil é importante e muitas vezes, conservador: apesar do potencial gigantesco – o maior junto de Jadon Sancho, também formado na base do Manchester City -, o camisa 47 faz parte de um clube cujo favoritismo para conquistar troféus é recorrente e a pressão é semelhante a gana de vencer. Muito por isso e até mesmo para prepará-lo para o futuro próximo, a sua participação nessa temporada tem sido maior que outrora, e com certeza só tende a crescer.

Gianluca Scamacca (21), atacante italiano do Sassuolo-ITA

Resultado de imagem para Gianluca Scamacca

Formado na base do clube da capital italiana, a Roma, Scamacca tem uma carreira no mínimo curiosa, dada a sua idade e a sua qualidade futebolística. Antes mesmo de completar 16 anos, o avançado foi contratado pelo PSV, da Holanda, em meio a rumores de transferência ligando-o ao Liverpool, Manchester United e Southampton. Nos dois anos em que esteve em terras holandesas, ele atuou nas equipes reserva e de base do clube até ser contratado pelo Sassuolo e disputar 3 partidas pelo time principal Neroverdi – tudo isso enquanto atuava pela seleção italiana sub-17.

Após mais três empréstimos e poucas oportunidades no time da Emília-Romanha, Gianluca se encontra cedido ao Ascoli, onde já anotou 10 gols antes mesmo de completar 14 partidas – a contar pela Serie B e pela Coppa Italia. Essas estatísticas foram boas o suficiente para convencer um grande número de clubes a tentar contratá-lo no verão passado. O seu clube rejeitou a oferta do Benfica (e também do Milan e da Roma), visando uma maior valorização tamanho o seu potencial (e bom futebol apresentado).

5º gol de Scamacca pelo Ascoli em 3 partidas disputadas

Um atacante atípico, assim Gianluca pode ser considerado: no auge de seus quase dois metros de altura existe um jogador rápido e ágil. Scamacca prefere e sabe jogar bem fora da área adversária, oferecendo apoios tanto de frente quanto de costas para a defesa rival, onde ele mais ajuda a criar jogadas. É uma mistura de um camisa 9 com um camisa 10, ou melhor, um “9,5” devido a sua capacidade de anotar gols e oferecer suporte ofensivo, mesmo que a sua finalização não seja o seu principal atributo.

Adil Aouchiche (17), meia ofensivo francês do Paris Saint-Germain-FRA

Resultado de imagem para Adil Aouchiche

Artilheiro da Eurocopa Sub-17 com 9 tentos marcados e maior assistente da Copa do Mundo Sub-17 – que teve a Seleção Brasileira como campeã -, com 7 assistências dadas, Adil foi nomeado o Melhor Jogador do Torneio. Tamanha a expectativa em cima do seu crescimento, ele carrega consigo o peso de se tornar um grandioso jogador ao mesmo tempo em que é comparado com outros franco-argelinos, tal como Zidane, por exemplo.

O elenco de estrelas que tem o PSG faz com que jovens talentos tenham que se dedicar ainda mais para receberem oportunidades no time principal, ou então, forçar uma saída em busca de mais minutos em outros clubes assim como fizeram Kingsley Coman e Yacine Adli. Mesmo sendo menor de idade, Aouchiche teve contra o Metz àquela que seria a sua partida de estreia como titular do clube de Paris, além de ter atuado pela Copa da Liga (Coupe de la Ligue) já em 2020 e ter anotado o seu primeiro gol como profissional. De fato, se trata de um talento um tanto quanto especial.

Não só Thomas Tuchel, mas todos ligados ao PSG o vêem como um diamante bruto a ser lapidado. O seu controle orientado e a sua visão de jogo combinam exatamente com os seus companheiros disponíveis em campo.

Dušan Vlahović (20), atacante sérvio da Fiorentina-ITA

Resultado de imagem para Dusan Vlahovic

Ao iniciar a temporada com dois gols nos 11 minutos finais da partida diante do Monza – líder disparado do Grupo A da Serie C italiana – que livraram a Fiorentina de um vexame acachapante na Coppa Italia, esperava-se que Vlahović, que alternou momentos maravilhosos – como os gols contra a Inter de Milão e o Napoli – em campo com momentos em que ele mal poderia estar no time.

Gol contra a Internazionale pela 16ª rodada da Serie A
Gol diante do Napoli pela 20ª rodada da Serie A

O sérvio é um dos jovens talentos mais valorizados internacionalmente (a UEFA também o destacou na lista de jogadores a seguir) e, mesmo que ele não pareça ter uma criatividade tão extraordinária, Dušan já mostrou algumas jogadas impressionantes. Ele é um atacante poderoso e instintivo, tanto quando ele consegue correr em direção ao gol quanto quando precisa rematar, provavelmente sua melhor habilidade no momento.

Moise Kean (19), atacante italiano do Everton-ING

Resultado de imagem para Moise Kean

Após anotar 7 gols em 17 jogos pela poderosa Juventus, Kean parecia uma estrela ascendente na equipe de Turim e que permaneceria no clube por diversas temporadas como uma das principais crias de sua base. Pois bem, não foi o que aconteceu. Após sofrer com cânticos e gestos racistas de algumas torcidas em seu país e com a sua não utilização em campo, Moise resolveu se mudar da Itália e ir para o exterior.

Kean não conseguiu impressionar em suas primeiras aparições no clube inglês, mostrando apenas alguns lampejos de suas habilidades físicas e técnicas. O Everton de Marco Silva, por outro lado, caiu em uma espiral de maus resultados e o técnico português optou por contar com jogadores mais experientes – o que dificultou ainda mais a sua alavancagem ao time principal.

A chegada de Carlo Ancelotti pode ser muito útil para ele: um manager de primeira classe, italiano, e que pode ajudá-lo a crescer. Durante 2020, Kean deve confiar mais em seu jogo e levar suas habilidades mentais para o próximo nível. Seu talento não deve ser contestado.

Alessandro Bastoni (20), zagueiro italiano da Internazionale-ITA

Resultado de imagem para Alessandro Bastoni

Cria da majestosa base da Atalanta – uma das melhores da Itália e também do mundo na formação de atletas -, Bastoni vem ganhando cada vez mais e mais minutos sob o comando de Antonio Conte, superando na lista hierárquica do clube até mesmo alguns jogadores experientes como Diego Godín, zagueiro uruguaio multicampeão.

O sistema de Conte utiliza (três) zagueiros na iniciação das jogadas, e Bastoni está se destacando por sua técnica e leitura de jogo ao construir. Alessandro é um dos zagueiros mais destemidos da Inter, uma qualidade sobre a qual o próprio técnico comentou: “Bastoni é o nosso futuro, mas também o nosso presente. Ele tem personalidade, ele joga desde trás e tenta encontrar as situações que eu quero. Ele tem que se tornar mais “mesquinho” na fase defensiva, mas ele terá um futuro brilhante”.

Momento em que Bastoni se concentra acima da base da jogada, carrega a bola e remata próximo à grande área adversária

Não era tão previsível que Conte e Bastoni se dessem tão bem. Conte é um treinador muito exigente, que geralmente conta com jogadores experientes que podem competir nos níveis mais altos e Bastoni, bem, hoje ele é o zagueiro titular de uma equipe que disputa o título e parece estar no caminho certo para acompanhar as expectativas daqueles que o consideram um dos melhores defensores italianos do futuro.

Dejan Kulusevski (19), meia ofensivo / ponta-direita sueco da Juventus-ITA

Resultado de imagem para Dejan Kulusevski

Uma das gratas surpresas vindas do futebol italiano nessa temporada, Kulusevski estreou profissionalmente pela Atalanta no início de 2019 e poderia facilmente ser o substituto de Josip Iličić no futuro – se bem que a temporada do eslovaco tem sido comparada com a de Lionel Messi, tamanha a sua influência no sistema da Dea.

Depois de seus primeiros impressionantes meses (vencendo, inclusive, o prêmio de Melhor Jogador do Mês em dezembro), Dejan até começou uma competição no mercado de transferências entre a Inter e a Juventus, com a última contratando. Ele jogará pelo Parma até junho/20 – e temos certeza de que ele ainda será um dos jogadores mais impactantes da liga – e então terá que se confirmar em um contexto que provavelmente não lhe dará tanto. liberdade como Parma de D’Aversa.

A sua visão do jogo, criatividade e técnica serão cruciais para jogar em defesas mais recuadas e espaços mais apertados, tal como normalmente ocorre com os times que enfrentam a Vecchia Signora. Basta saber se aliada a sua técnica, o seu estilo instintivo e intenso em campo serão suficientes para que ele se mantenha num nível acima dos demais.

Reinier (18), meia-atacante do Real Madrid-ESP

Resultado de imagem para Reinier

Enquanto o Flamengo ganhava a Copa Libertadores graças à atuação de vários jogadores com passado no futebol europeu, um dos melhores jovens jogadores brasileiros de sua geração estava crescendo atrás deles. Contratado pelo clube madrilenho por cerca de 30 milhões de euros, sua chegada – que ocorrerá após o Torneio Pré-Olímpico – faz parte de uma bem-sucedida série de contratações do Real: Vinícius Junior e Rodrygo, respectivamente os jogadores mais interessantes nascidos no Brasil em 2000 e 2001, chegaram antes dele.

Jogando atrás do centroavante ou mesmo como um falso nove, ele se encaixa no perfil de jogador finalizador. Tem facilidade em encontrar espaços para realizar suas finalizações dentro da área e grande poderio ofensivo (passe, remate, posicionamento e entendimento de jogo). Sua capacidade de realizar boas movimentações com e sem a bola fazem dele um jogador bastante habilidoso, mas que não tem um perfil driblador.

Ao contrário dos que vieram antes dele, Reinier prefere jogar no centro do campo. Às vezes, ele é utilizado como atacante, mas geralmente prefere o papel de meio-campo ofensivo e, por um motivo, é comparado a Kaká. Não é fácil falar sobre um jogador tão jovem que ainda precisa desenvolver seu jogo, mas, com toda a sua carreira pela frente, ele já é capaz de usar seu corpo para defender a bola contra profissionais mais experientes e é por isso que ele poderá jogar como atacante, pelo menos no futuro.

Não se deve esperar que ele jogue regularmente em 2020 – no time A do Madrid – e provavelmente passará algum tempo com o Castilla – Terceira Divisão Espanhola -, para lhe dar espaço para se desenvolver. Mas o futuro está em suas mãos.

Chegamos ao fim de mais uma lista com 10 Players For The Future dos quais ouviremos falar por muitos e muitos anos. Tirando a certeza de que temos sobre suas qualidades, queremos saber qual deles você acredita ser o talento mais excitante dessa lista? Comente aqui, deixe-nos saber.

REVISTA PFTF #1 – EDIÇÃO DE JANEIRO

Caso você ainda não tenha visto, no último dia 17 foi lançado o periódico trimestral do Players For The Future: a Revista PFTF #1 – Edição de Janeiro.

Por lá, falamos sobre alguns jogadores, além de desmembrar os perfis e as características de cada um deles – além de todos contarem com artes exclusivas! Para ler é muito simples, basta se inscrever no link abaixo e realizar o download da revista:

https://mailchi.mp/69241c2fbd63/playersforthefuture

0 comentário em “40 PFTFs para seguir em 2020 – Parte 3

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: